A mala rosada transporta em seu interior um pequeno espaço destinado à visita, a qual permite por uns breves momentos, depois de aberta e com os elementos dispostos, o apoderamiento do lugar.O espaço que se escolhe a partir do gosto pessoal se transforma para viver nele uma experiência particular. Tudo ocorre sem a intenção de deixá-lo marcado, estigmatizado, sem intenção também não de convertê-lo em lugar favorito. “Nunca uma matéria de expressão é vestígio ou símbolo.”

A visita
Da Série Portáties
Video, 3 min.
2008